COVID-19 – Protocolos

PLANO DE CONTINGÊNCIA
MEDIDAS DE PREVENÇÃO, MONITORAMENTO E CONTROLE AO NOVO CORONAVÍRUS – COVID-19
COMUNIDADE MARTIN LUTHER EM PORTO ALEGRE – IECLB

“A proteção à vida é a maior responsabilidade que temos
como seguidores de Jesus Cristo” (SRS 2899)

Observar os dados de gestão da pandemia:
- Bandeira
- Ocupação UTIs COVID-19:
- Decretos em vigor (A responsabilidade civil é local e os decretos municipais e estaduais devem ser rigorosamente observados.)

Protocolo de uso Igreja Martin Luther (Submetido a profissional de saúde, exposto no local – SRS 2899)
Número máximo de pessoas: 56, sentadas
Participação com inscrição prévia.

1. CULTOS E CELEBRAÇÕES
1.1. ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO
• Na chegada, orientar as pessoas sobre o uso correto das máscaras faciais e reforçar que seu uso é obrigatório durante todo o culto, no espaço de celebração e em todas as vias/corredores de acesso, cobrindo boca e nariz.
• Orientar as pessoas para a necessidade de evitar aglomerações e saudações com contato físico.
• Disponibilizar um tapete sanitário com desinfetante para os calçados.
• Disponibilizar equipamentos para a higienização das mãos.
• Sinalizar nos bancos os assentos disponíveis, para famílias e individuais, respeitando a distância mínima de 2m. Somente grupos familiares que compartilhem a mesma residência poderão sentar lado a lado, no mesmo banco.
• Manter as portas e janelas abertas para ventilação natural. O ar condicionado não deve ser utilizado.
• Providenciar cartazes informando as pessoas que integram os grupos de risco: pessoas com mais de 60 anos, mulheres gestantes, pessoas diabéticas, pessoas hipertensas, pessoas com insuficiência renal crônica, pessoas com doença respiratória crônica (Asma, DPOC…), pessoas com doença cardiovascular, pessoas com imunidade baixa, pessoas em tratamento de câncer, pessoas com deficiência e restrições respiratórias, dificuldades nos cuidados pessoais, condições autoimunes e doenças crônicas. (OMS)
• Não fornecer Bíblias, programa do culto, cancioneiros, hinários e nenhum outro tipo de material. Cada pessoa poderá trazer sua Bíblia de casa, se desejar.
• No início da atividade é recomendável passar instruções sobre a etiqueta de respiração, tosse, espirro e formas de cumprimentar.
• Recomendar para que não utilizem os banheiros. Mantê-los abertos para caso de extrema necessidade.
• Sugerimos que uma equipe de pessoas voluntárias (3 a 5) esteja preparada para, antes de iniciar o culto.
• Higienizar o banheiro com produto apropriado (trinco dos dois lados da porta, pia, torneira, tampo do vaso, descarga, etc.). Após o uso do banheiro, higienizar novamente obedecendo todos os detalhes acima mencionados. No banheiro também deverá haver um recipiente com álcool gel e álcool líquido.

1.2. RECEPÇÃO NA IGREJA
• Marcar o distanciamento de 2m no chão, da calçada até a entrada da igreja, com giz ou fita. Essa providência impedirá que as pessoas se aglomerem na entrada.
• Destacar uma pessoa voluntária para verificar o nome e o telefone das pessoas no momento da entrada na igreja. Pois, em caso de alguma ocorrência, a defesa sanitária precisará contatar os participantes.
• Suspender grupos de acolhida, boas vindas, etc. Não receber as pessoas no espaço comunitário; o ministro(a) também não o deve fazer.
• Capacitar pessoas voluntárias para verificar os procedimentos, conforme o protocolo. Priorizar voluntários da área da saúde para monitorar e ajudar. (Sacerdócio Geral)
• Oferecer álcool gel para desinfecção das mãos na entrada. As pessoas voluntárias deverão exigir que todas as pessoas que entrarem no templo higienizem as mãos.
• É obrigatório o uso de máscara no espaço da comunidade ou paróquia. Recomendamos ter algumas máscaras descartáveis disponíveis, caso alguém esqueça e chegue ao templo sem máscara.
• Ter um verificador de temperatura digital para que pessoas febris não acessem o espaço físico. Caso a temperatura for maior ou igual a 37,8°C, encaminhar para atendimento médico.
• Caso pessoas do grupo de risco insistam em participar do culto, agir com sensibilidade. Mesmo que a pessoa esteja ali, ou por não acreditar ou ignorar os perigos da contaminação por Covid-19, ela precisa ser compreendida. Reservar para ela um lugar mais distante das outras pessoas.
• Fazer a coleta no gasofilácio na entrada ou saída da igreja. Não recolher de banco em banco para que as pessoas não passem objetos umas para as outras.
• Não realizar duas atividades no mesmo espaço, no mesmo dia. Dar um prazo de 48 horas para realizar nova atividade. Não sendo assim, torna-se necessário, para dar segurança e proteger a vida das pessoas, higienizar com rigor todos os espaços. Melhor evitar.

2. MÚSICA NO CULTO OU CELEBRAÇÕES
• Observar o documento produzido pelo Conselho Nacional de Música. Tê-lo de forma física no local. Não cantar com a Comunidade e usar as recomendações da IECLB para grupos de canto e instrumentistas. Lembrem que o ato de cantar pode levar as gotículas até a uma distância de 8m. O potencial contaminante é alto.

3. BATISMO
• Reunir na celebração, além da pessoa batizanda e seus familiares, representantes do Presbitério e de atividades com crianças (Culto Infantil e Missão Criança, por exemplo);
• Oficiar o Sacramento com todos os seus elementos litúrgicos;
• Evitar qualquer toque direto na pessoa batizada;
• Passada a situação de excepcionalidade, apresentar as pessoas batizadas a toda a comunidade reunida em culto.

4. SANTA CEIA
Num primeiro período, sugere-se a realização de cultos sem celebração da Santa Ceia.

5. CULTO DAS CRIANÇAS
Culto das Crianças (Somente quando, no município, houver autorização para o retorno às aulas presenciais nas escolas públicas – SRS 2899)

SE, PORVENTURA, SURGIREM MUITOS CASOS DE CORONAVÍRUS NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DA COMUNIDADE OU A DOENÇA SE AGRAVAR NO MUNICÍPIO, SUSPENDE-SE, IMEDIATAMENTE, TODAS AS ATIVIDADES

SOB BANDEIRA VERMELHA NÃO REALIZAR CULTOS OU CELEBRAÇÕES – SRS 2899

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>